Brasil tem novo teste rápido e barato para detectar Covid

1
423
Imagem de Fernando Zhiminaicela - Pixabay
Imagem de Fernando Zhiminaicela - Pixabay

Um novo teste rápido e barato para a covid-19 criado pela empresa catarinense de biotecnologia Neoprospecta passa a ser uma alternativa para acelerar diagnósticos da doença e, assim, ajudar estados, municípios e empresas a organizar melhor o retorno à normalidade. O método permite testar 16 amostras de uma só vez e custa cerca de R$ 50, o quinto dos similares no mercado.

Exatamente por ser rápido e de custo mais rápido, a empresa recomenda que os testes sejam feitos periodicamente, de tal forma a isolar o indivíduo que for infectado pelo novo coronavírus, reduzindo os níveis de infecção. Conforme o fabricante, o teste acusa a presença do vírus mesmo em pacientes que ainda não desenvolveram anticorpos para combatê-lo.

Para a sua realização, são coletadas duas amostras de cada pessoa. Uma é testada em conjunto e, se detectada a presença do novo coronavírus, uma análise mais aprofundada é realizada na amostra que indicou a infecção pelo vírus, de modo a evitar falso positivo.

Segundo o presidente da Neoprospecta, Luiz Fernando Oliveira, a identificação do vírus precisa ser ágil, barata e atuar na cadeia de pacientes infectados que são assintomáticos. “Isso ajuda a reduzir a transmissão do coronavírus entre pessoas. Todos os países que controlaram a pandemia testaram em larga escala a população e nosso teste consegue detectar pessoas que tenham carga viral baixa, comum em pacientes assintomáticos”, explicou Oliveira em entrevista à revista Exame.

A capacidade de realizar um grande número de testes, com resultados rápidos e baixo custo, foi um dos motivos que levaram a Neoprospecta a ser uma das 11 empresas selecionadas para o “Desafio Vale Covid-19”, iniciativa da mineradora para encontrar soluções para a doença causada pelo novo coronavírus.

O desafio proposta pela Vale está sendo realizado em parceria com o Hospital Israelita Albert Einstein e a Rede Mater Dei, de Belo Horizonte. As empresas selecionadas podem receber custeio de até US$ 200 mil (o equivalente a R$ 1 milhão) para dar escala ao teste para diagnóstico da Covid-19.

Relacionada

Uberlândia cria teste rápido para Covid a partir da saliva

Covid-19: hospital cria novo teste para uso em larga escala

Com revista Exame

1 COMENTÁRIO

  1. Estamos vivenciando um momento único em nossas vidas. Ao ler sobre as pesquisas do antiviral, renasce uma esperança. Somos do Salão Dallafer em BH e reabrimos as portas recentemente. Sempre estivemos engajadas em repassar as nossas clientes um serviço seguro e saudável e neste momento de reabertura das portas os cuidados foram redobrados. Tanto o quanto nos preocupamos com a saúde dos cabelos que só trabalhamos com alisamento cientificamente testados pela ANVISA no GRAU 2 e Dermatologicamente testados.
    Estas otimistas que as coisas voltem a normalidade. Prosperidade a todos!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira o seu comentário!
Por favor insira seu nome