Escolas mineiras entram na luta pela preservação dos rios

0
412
Estudantes de escolas estaduais de Minas vão apoiar iniciativa para preservação dos rios. Foto - Divulgação - Movimento Todos pelo Rio Doce
Estudantes de escolas estaduais de Minas vão apoiar iniciativa para preservação dos rios. Foto - Divulgação - Movimento Todos pelo Rio Doce

As mais de 3.600 escolas da rede estadual de Minas Gerais, que têm cerca de 2,1 milhões de alunos, vão se engajar, por recomendação da Secretaria de Estado de Educação, na campanha pela preservação dos rios, iniciativa promovida pelo Movimento Todos pelo Rio Doce. O movimento pretende que em 5 de junho, dia mundial do meio ambiente, os alunos de todas as escolas não só de Minas, mas de todo o Brasil, públicas e privadas, debatam a importância da conservação dos recursos hídricos do país.

Para estimular a participação dos estudantes, o movimento produziu, em parceria com a instituição de ensino digital Descomplica, dois vídeos, que explicam, de forma simples e divertida, o que deve ser feito para preservar os rios e suas nascentes. O material já está sendo distribuído para as escolas do Brasil e está também disponível no site www.todospeloriodoce.com.

Um deles, em animação, tem 12 minutos e foi feito para crianças. Um segundo, com duração de 20 minutos, é para adolescentes e adultos. A intenção é que as escolas exibam os vídeos e promovam discussão a respeito do tema.

“O engajamento dos alunos de Minas e de todo o Brasil é fundamental. É muito importante que os jovens, que são o futuro do país, se conscientizem da importância, inclusive para a sobrevivência da espécie humana, da preservarmos os nossos rios, que é uma das grandes riquezas do nosso país”, assinala Theo Penedo, coordenador geral do Movimento Todos pelo Rio Doce.

Voluntários do Movimento Todos pelo Rio Doce vão cercar nascentes do rio no dia 5 de junho. Foto - Divulgação
Voluntários do Movimento Todos pelo Rio Doce vão cercar nascentes do rio no dia 5 de junho. Foto – Divulgação

“Vamos cuidar do Brasil cuidando das águas”

Em correspondência que enviou a todas as estaduais, a secretaria de Educação explica que o apoio ao Movimento Todos pelo Rio Doce está em consonância com a proposta da V Conferência Nacional Infanto-Juvenil para o Meio Ambiente, que tem como tema “Vamos cuidar do Brasil cuidando das águas”. Ao mesmo tempo, pede que as atividades executadas pelas escolas na semana do meio ambiente tenham como título “Todos pelo Rio Doce”.

Além de recomendar que as escolas exibam os dois vídeos preparados pelo movimento e discutam o tema com os alunos, a secretaria de Educação de Minas sugere também que elas desenvolvam uma série de atividades para ajudar a conscientizar os jovens sobre a importância da preservação dos nossos recursos hídricos.

Entre as sugestões estão visitas monitoradas a comunidades ribeirinhas para falar da importância do uso sustentável da água, visitas monitoradas a estações de tratamento de água, visitas a nascentes do Rio Doce para pensar em ações de preservação e conservação de mananciais, rodas de conversas com alunos, professores, pais e comunidade local para debater o tema.

A secretaria recomenda também que as escolas estaduais estimulem os alunos a produzir mudas de arvores nativas para replantio em áreas de nascentes em suas regiões, que elaborem projetos de reaproveitamento da água (como da chuva, por exemplo), que organizem uma exposição com fotos antigas e recentes do rio Doce e que promovam um concurso para a escolha de um mascote para o Movimento Todos pelo Rio Doce.

Além da ação educativa, o Movimento todos pelo Rio Doce vai, no dia 5 de junho, proteger 150 nascentes do rio em municípios de Minas Gerais e Espírito Santo. O material necessário para a ação (15 mil estacas e 160 mil metros de arame) foi todo doado por parceiros do movimento, que é formado 100% por voluntários. Mais de dois mil voluntários vão participar da iniciativa.

A bacia hidrográfica do Rio Doce tem uma extensão de 83.400 quilômetros quadrados (o que corresponde ao tamanho de Portugal), dos quais 86% pertencem a Minas Gerais e os outros 14% ao Espírito Santo. Abrange 228 municípios (202 mineiros e 26 capixabas), onde vivem aproximadamente 3,5 milhões de pessoas.  A estimativa é que essa bacia tenha cerca de 375 mil nascentes e, dessas, 300 mil precisam de algum tipo de recuperação ou proteção.

Para saber mais sobre a iniciativa acesse www.todospeloriodoce.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira o seu comentário!
Por favor insira seu nome