Protetor solar ecológico está ajudando a salvar recifes

0
1792
Protetor solar ecológico ajuda a preservar os recifes

Uma empresa aérea está distribuindo amostras de protetor solar ecológico para quem vai visitar o Havaí. O objetivo é proteger o oceano e os recifes de coral nas ilhas americanas.

A Hawaiian Airlines entrega um frasco para todo passageiro que sai de algum lugar dos Estados Unidos com destino ao Havaí. O protetor solar é não tóxico e atende às melhores práticas de sustentabilidade.

Pesquisas recentes mostraram que dois elementos presentes em protetores solares comuns afetam prejudicialmente os recifes de coral — são a oxibenzona e o octinoxato.

O produto entregue aos turistas é fabricado pela Raw Elements e tem receita ecológica, ou seja, é certificado como totalmente natural. Sem produtos químicos, o protetor não afeta as águas e os recifes.

A ação não fica somente no brinde. A parceria entre a empresa aérea e a fabricante gerou um documentário que é exibido durante o voo. “Reefs at Risk” (recifes em risco) pode ser visto a seguir também.

Criador do protetor solar ecológico era salva-vidas

A história da Raw Elements começou quando Brian Guadagno, salva-vidas que atuava nas praias havaianas, descobriu a quantidade de produtos químicos que eram utilizados para produzir os protetores que ele e a equipe eram obrigados a usar.

Ele então começou a ler e pesquisar sobre a possibilidade de criar um produto não tóxico. Transformou sua cozinha em um laboratório e começou a fazer testes. E chegou à fórmula utilizada pela Raw Elements.

Recifes podem desaparecer até 2050

Pesquisa feita pelo World Resources Institute mostra que os recifes de coral podem desaparecer. As ameaças vão além do uso de produtos químicos em protetores.

Questões como aquecimento global e pesca em larga escala também afetam os recifes — estruturas formadas por esqueletos calcários de corais e algas, apelidadas de florestas marinhas.

O relatório aponta que até 2030 os recifes vão perder 90% da extensão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira o seu comentário!
Por favor insira seu nome