Rússia anuncia para outubro vacinação contra Covid-19

0
201
População da Rússia poderá começar a receber vacina contra Covid-19 em outubro. Foto - Michael Siebert - Pixabay
População da Rússia poderá começar a receber vacina contra Covid-19 em outubro. Foto - Michael Siebert - Pixabay

O Ministério da Saúde da Rússia anunciou que deve começar a vacinação em massa de sua população contra a Covid-19 no mês de outubro. Segundo informou a Sputnik, agência oficial de notícias do governo russo, o ministro da Saúde do país, Mikhail Murashko, revelou que os testes clínicos da vacina contra o novo coronavírus foram concluídos.

“Estamos nos preparando para que em outubro comece a vacinação em massa”, informou o ministro à agência de notícias. A vacina do Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya foi desenvolvida rapidamente, de acordo com cientistas russos, porque é baseada em uma vacina modificada usada para diferentes doenças, o que não é incomum.

A comunidade científica vê a vacina russa com certa desconfiança, uma vez que ela está ainda na fase 2 de testes, não tendo sido feitas ainda as testagens num grande número de pessoas. A vacina de Oxford, por exemplo, considerada uma das mais promissoras do mundo, está sendo testada em cerca de 30 mil pessoas em várias países, inclusive no Brasil, com três mil voluntários.

O imunizante da chinesa Sinovac, batizado de Coronavac, está sendo testado, somente no Brasil, em 9 mil voluntários. No caso da vacina russa, que está sendo desenvolvida pelo Instituto Gamalei em parceria com o Ministério da Defesa do país, a última fase de testes será feita simultaneamente com a vacinação em massa.

Primeiros a serem vacinados

Vacinas contra covid estão muito próximas de serem aprovadas. Imagem - redes sociais
Vacina contra covid da Rússia está muito próxima de ser aprovada. Imagem – redes sociais

De acordo com autoridades russas, profissionais de saúde, como médicos e enfermeiros, bem como professores serão os primeiros a serem vacinados. A próxima etapa é solicitar o registro do imunizante nos órgãos de saúde do país, ampliar a produção em setembro e começar a vacinação em outubro.

Conforme o diretor do Centro Nacional de Pesquisa em Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya, Alexandr Gintsburg, a vacina foi testada de forma não oficial com a ajuda de voluntários e todos os pacientes estão bem e desenvolveram imunidade ao coronavírus.

A Rússia tem um população de cerca de 145 milhões de pessoas e é o quarto país do mundo com mais casos registrados de Covid-19 – cerca de 850 mil contaminados. Caso a vacinação contra a doença comece mesmo em outubro, o país será o primeiro a aplicar o imunizante contra o novo coronavírus em grande escala.

Na torcida para que ela seja mesmo segura e eficaz e possa estar disponível em outras partes do mundo.

Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira o seu comentário!
Por favor insira seu nome