Como as pequenas coisas podem nos trazer alegria

0
407
Pixabay
Pixabay

Sabe quando a gente está amando tanto um livro que até diminui o ritmo para que a última pagina não chegue nunca? E quando isso acontece a gente está tão apegada aos personagens que sofre horrores ao se separar deles? Pois, é! Sou e estou bem assim.

Se você ainda não leu, não sabe o que está perdendo. Abra mão de tudo e venha fazer parte do clube dos apaixonados pela “A padaria dos dias felizes”, um livro tão delicioso como um pão crocante e quentinho.

Ando até com vontade fazer as trouxas e de me mudar de vez para a Cornuália. Passei a desejar passar o resto da vida fazendo pães e tomando vinho, tudo isso com direito a vista para o mar, mesmo que as águas sejam geladas e o vento deixe a pele e o cabelo em frangalhos. Ah! E se nesse pacote ainda vier um grande amor e um “foram felizes pra sempre”, aí sim, é que vai ser bom demais.

Mas, voltando à “A padaria dos dias felizes”, o melhor é abrir um espaço para que a própria autora, Jenny Colgan, traduza a sua obra:

– (…) para mim, o verdadeiro tema do livro é a coragem. É sobre continuar lutando quando tudo está contra. Sobre o prazer de fazer coisas com as próprias mãos e compartilhar com os amigos e vizinhos. É sobre como uma ação simples e criativa pode, como um toque de farinha e fermento, produzir algo mágico.

(Por que será mesmo que eu me apeguei tanto à Polly?? Um pãozinho doce pra quem acertar.)

Desculpe a interrupção. Continue, Jenny:

– (… ) também é sobre como as pequenas coisas podem nos trazer alegria. As estações do ano, o mar, o trabalho … tudo isso pode fazer a gente feliz, mesmo quando a vida tenta, com toda a força, nos colocar pra baixo.

Ah, à lista de Jenny, além da mudança das estações, do mar e do trabalho, acrescentaria uma taça de um bom vinho. Tim, tim! Pensando bem, melhor “cheers”. So pra entrar no clima.

Pra encerrar esse nosso papo, ignore o mimimi, deixe as criticas no armário e assuma logo que “A padaria …” é um livro bobinho, mas necessário. Há tempo pra tudo. Inclusive para os best sellers. Super recomendo para tempos sombrios. Boa leitura.

Leia também:

Não sou eu quem me navega

Para aquietar a alma experimente fazer um bolo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira o seu comentário!
Por favor insira seu nome