China quer eliminar uso de plástico até final de 2025

0
296
Vista aérea de Shanghai, uma das maiores cidades da China, país que decidiu eliminar uso de plástico até o final de 2025
Vista aérea de Shanghai, uma das maiores cidades da China, país que decidiu eliminar uso de plástico até o final de 2025

Como tudo que se refere à China é grandioso, essa é uma mega boa notícia. O governo chinês anunciou que a produção e o uso de plástico em grande quantidade vão ser gradualmente eliminados em todo o país até 2025. A China é o maior fabricante de plástico do mundo, responsável por 29% da produção desse material.

O país, que tem 1,4 bilhão de habitantes, chega a produzir 200 milhões de toneladas de lixo doméstico por ano, boa parte de plástico. De acordo com a Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma da China e o Ministério da Ecologia e Meio Ambiente, sacolas de plástico não degradáveis serão proibidas nos grandes centros urbanos até o fim deste ano e em todo o país até o final de 2022.

Até o final deste ano, os canudinhos, utensílios de plástico usados em restaurantes take away (pegue e leve) e envelopes almofadados de envio de encomendas serão eliminados em todo o território chinês. Os estabelecimentos que vendem produtos frescos estão isentos dessa proibição até 2025.

Também até 2025, os hotéis terão de deixar de fornecer itens de plástico.

China produz 200 milhões de lixo doméstico todo ano, boa parte dele de plástico. Foto - Pixabay
China produz 200 milhões de lixo doméstico todo ano, boa parte dele de plástico. Foto – Pixabay

Reciclagem

O governo chinês também decidiu aumentar as taxas de reciclagem, com a construção de locais de “utilização abrangente de recursos”, de forma a garantir que alguns produtos possam ser reutilizados.

Até o fim deste ano, a China pretende atingir uma taxa de reciclagem de 35% em 46 cidades e realizar um sistema de reciclagem urbana em nível nacional até 2025.

A China já havia tomado outras medidas para reduzir o uso de plástico no país. Em 2008, o governo já havia proibido a distribuição de sacos plásticos de forma gratuita e a produção de sacos ultrafinos. Em 2018, proibiu a importação de resíduos de plástico, até então muito comum.

Leia também:

Lei proíbe uso de copo e talher de plástico em São Paulo

Jovem de 25 anos começa a livrar oceanos do lixo plástico

Combate aos canudos de plástico ganha força

Entre 1992 e 2016, a China recebeu cerca de 106 milhões de toneladas de resíduos de plástico, o que representa metade das importações desse produto no mundo.

Assim como a China, outros países asiáticos também estão tentando reduzir o uso de plástico. No início deste ano, a Tailândia declarou a proibição do uso de sacos plásticos nas principais lojas do país, anunciando uma proibição completa até 2021.

Na Indonésia, está proibido o uso de sacos de plástico descartável em lojas, supermercados e mercados tradicionais até junho deste ano. No Japão, o governo proibiu o uso de alguns produtos de plásticos, como canudos, copos, talhares e sacolas em cafeterias e lojas localizadas em órgãos públicos, tais como em ministérios e tribunais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira o seu comentário!
Por favor insira seu nome