Vacas, cigarras, pássaros e grilos, as “Majus” da natureza

0
118
Segundo o
Segundo o "metereologista" Seu Osvaldo, o canto demorado da saracura é sinal certo de chuva. Foto - Nicodemos Rosa

Que o Papai é um sábio ninguém duvida. Mas, admito, que há horas em que ele diz coisas que até Deus duvida. Nesse caso, lá vamos nós “googar” para saber se a ciência confirma a teoria dele. Sempre confirma.
Uma delas é que as vacas sabem quando vai chover.
Elas se amontoam nos lugares mais altos. Repara pra você ver”, diz ele, cheio de certeza.
A partir daí é um olho nos morros e outro nas vacas até que o fenômeno se confirma. Essas vaquinhas meteorológicas são demais. Alguém duvida que a próxima bezerrinha vai se chamar “Maju”?
Sobre o “amontoado” de vacas, pasmem, a ciência ainda não tem uma teoria conclusiva. Para alguns estudiosos, “elas se deitariam para manter um pedacinho de pasto e se alimentarem dele depois da chuva. Ou, ainda, para preservarem seus estômagos, órgão bovino especialmente sensível às variações da pressão atmosférica”.
Para esse fenômeno, a ciência oferece explicações ainda mais complexas, como, por exemplo, que “as patas das vacas possuem estruturas microporosas que absorvem rapidamente a umidade do ar. O acúmulo de líquidos nas patas faz com que o gado perca força para suportar o seu próprio peso. Daí, esses animais não teriam outra opção senão se deitarem e esperar a chuva passar”. Vai saber.
E não fiquem ai pensando que só as vacas são um arremedo da “moça do tempo”. Nesse grupo de especialistas em chuvas entram também os passarinhos, as cigarras, os grilos e as saracuras.
Papai diz que quando vem chuva os passarinhos voam mais baixo. Sobre isso, atesta a ciência: quando a pressão cai, voar em altas altitudes torna-se difícil para os pássaros. A queda na pressão parece causar desconforto a eles, fazendo com que voem em baixas altitudes e migrem para outras regiões onde a pressão atmosférica é maior”. Mais uma bola dentro do “Velho Osvaldo”.
E tem mais:
– Filha, é só você reparar. Quando vai chover os grilos cantam mais depressa. Fica uma barulheira infernal.
E lá vem explicação: se os “cricris” se tornaram mais acelerados tem chuva a caminho. Isso acontece porque o metabolismo dos grilos é muito sensível às mudanças de temperatura. Se cantam mais é porque a temperatura está em queda.
Outra lição do nosso sábio:
– Se a cigarra parar de cantar é sinal que a chuva vai cair logo.
Querem saber o que dizem os especialistas sobre esse fenômeno? Pois bem O canto das cigarras é resultado do movimento das suas asas. Quando a umidade está alta esse movimento é prejudicado. Lembrando que umidade alta é sinal de chuva. Tá ok?
– Tá escutando, filha? É a saracura. Tá cantando há horas. Graças a Deus vai chover.
Mas, por que a saracura se põe a cantar incessantemente quando vai chover? Surpresa! Pra esse “recital” a ciência não tem explicação.
Mas, conhecimento técnico à parte, a verdade é que o “Velho Osvaldo” é mesmo um sábio. E de onde vem todo essa cultura empírica? Essa é fácil! Ele aprendeu com o avô, que aprendeu com o avô dele e por ai vai.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira o seu comentário!
Por favor insira seu nome