Balé holandês doa renda de espetáculo para Instituto Terra

0
379
Renda do espetáculo Switch, que será apresentado no próximo sábado, em Haia, será doada ao Instituto Terra. Foto - Divulgação

A companhia holandesa de dança contemporânea Nederlands Dans Theatre (NDT), de renome internacional, fará seu espetáculo anual, denominado Switch, no próximo sábado,  dia 20, no Teatro Zuiderstrand, em Haia. A boa notícia é que a venda dos ingressos será doada ao Instituto Terra, criado pelo casal Lélia Deluiz Wanick e Sebastião Salgado, em Aimorés (MG), para ajudar na recuperação da Mata Atlântica, um dos biomas mais importante,  mas também mais ameaçados do mundo.

O projeto Switch é desenvolvido há 30 anos pela companhia NDT e permite que os dançarinos assumam o controle total do espetáculo – desde a criação das coreografias e a sua execução, até o gerenciamento da produção, captação de recursos e estratégias de marketing.

O objetivo da iniciativa do balé holandês é promover a conscientização e o reconhecimento para a causa de uma instituição sem fins lucrativos. “Para a próxima edição os dançarinos escolheram o Instituto Terra, baseado no Brasil, para receber a receita arrecadada na noite, pois nos identificamos com os valores morais e ambientais praticados pela instituição”, informou Eve-Marie Dalcourt, da produção do espetáculo.

Para o bailarino Chuck Jones, o trabalho da companhia serve não somente para inspirar, por meio da arte, mas também para ajudar de outras maneiras, como no caso deste ano, o Instituto Terra.

“Ser parte de Switch é uma ótima experiência para os dançarinos de NDT porque nos dá uma plataforma para exercitar outras habilidades, ao lado da coreografia e dança, como produzir e organizar. Os ganhos da noite são alocados a uma instituição, o que torna o processo de criação desse evento único ainda mais gratificante”, assinala o bailarino.

A diretora executiva do Instituto Terra, Isabella Salton, afirma que o reconhecimento do trabalho feito pela ONG é gratificante e serve como mais um incentivo para que o esforço em prol de recuperação da Mata Atlântica prossiga.

Balé holandês

O  Nederlands Dans Theatre (NDT) foi fundado em 1959 por Benjamin Harkarvy, Aart Verstegen e Carel Birnie, em cooperação com dezesseis dançarinas do Het Nationaal Ballet (The National Ballet). O trabalho da companhia, com uma estética de vanguarda, a tornou conhecida internacionalmente.

O Instituto Terra, que completa 20 anos de vida em abril deste ano, foi a matéria principal na estreia do Boas Novas MG, em 6 de novembro do ano passado (veja aqui). Ele foi criado em abril de 1998 pelo casal Lélia Deluiz Wanick e Sebastião Salgado para recuperar a fazenda Bulcão, onde havia uma extensa floresta de Mata Atlântica, mas estava completamente degradada.

A arquiteta e o fotógrafo conhecido mundialmente mobilizaram parceiros, captaram recursos e iniciaram o trabalho de recuperação não só da fazenda, mas de toda a região do Vale do Rio Doce, também bastante castigada pelo processo de degradação.

Duas décadas após o início do trabalho do Instituto, a fazenda Bulcão abriga hoje uma floresta com 2 milhões de árvores nativas da Mata Atlântica e serve de refúgio para 172 espécies de aves, 33 de mamíferos, 15 de anfíbios e 15 de répteis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira o seu comentário!
Por favor insira seu nome