Encontro de colecionadores de camisas valoriza seus fãs

0
419
Encontro de colecionadores aconteceu em BH

Promover eventos que valorizem o futebol e seus fãs são sempre bem-vindos e hoje aproveito esse espaço aqui no Boas Novas MG para fazer um balanço de um encontro que já virou uma marca em Belo Horizonte. Estou falando do encontro dos colecionadores de camisas de futebol de Minas Gerais.

Realizado desde 2010, o encontro chegou à 16ª edição no último final de semana e foi tema, inclusive, de um post aqui no Boas Novas. O evento já passou por diversos locais, como bares de várias regiões da capital mineira, o Shopping Estação e, por duas vezes, no Mineirão.

O último teve como palco o bar e restaurante Armazém 44, no bairro Buritis. Todos sempre com entrada gratuita e com total liberdade para quem quiser expor suas peças — seja para venda, troca ou puramente exposição.

O encontro está consolidado como uma opção de diversão não só para os colecionadores como também para os fãs de futebol em geral, que não perdem a oportunidade de visitar o evento para ver de perto camisas raras de clubes e seleções de todo o mundo.

O espaço funciona também como um local de interação e confraternização entre os colecionadores que, posso garantir, preferem “ver” as camisas com as mãos a observar pela internet, meio mais comum de contato entre a turma ao longo do ano. Exatamente por isso, os encontros humanizam esse convívio e várias pessoas não só se conheceram melhor como agregaram novas amizades nesses eventos.

Papo bom

Uma tônica dos encontros, como era de se imaginar, é o papo sobre futebol. Imagina um monte de gente que adora o esporte se reunir com mais um monte de gente que vive o futebol diariamente? Assuntos não faltam e qualquer reunião de torcedores do mesmo clube também significa que a corneta anda solta. É o momento em que ídolos são exaltados e outros menos votados são execrados.

Por falar em torcedores de clubes, o evento sempre foi um espaço aberto para todos eles, de todos os tipos. Obviamente, por ser realizado em Belo Horizonte, atleticanos, cruzeirenses e americanos dividem araras e mesas de exposição, mas passou a ser comum também receber colecionadores de outros Estados.

Futebol amador

O último encontro agregou também fãs de camisas de times amadores de Minas Gerais. Um espaço foi dedicado para a exposição de mais de 200 peças do colecionador Domingos Sávio Baião e atraiu muitas pessoas, ávidas para saber se sua cidade estava ou não representada ali.

Prova de que futebol não é só aquele que vemos pela TV ou nos estádios. Muitos varzeanos foram representados no encontro, fato que vai voltar a acontecer nos próximos que virão.

Encontro teve espaço para o futebol amador | Foto: Frederico Jota

Interação

Em tempos de uma rivalidade exagerada entre torcedores, às vezes saindo do nível aceitável, é animador saber que muita gente se dispõe a festejar e celebrar o futebol.

Esse é o legado dos eventos, dos quais sempre tive o prazer de ser um dos organizadores. O futebol é capaz de muitas coisas e devemos valorizar e curtir isso.

*****

Quer mandar uma sugestão para a coluna? Use os comentários abaixo, entre em contato pelas redes sociais do Boas Novas MG e também pelos meus endereços. Quer trocar uma ideia? Te espero no Twitter.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira o seu comentário!
Por favor insira seu nome