Há que ter esperança; esmorecer, jamais

0
259
Frango com quiabo, prato típico da cozinha mineira
Frango com quiabo, prato típico da cozinha mineira

Se em algum lugar alguém escreveu que plano de vida é sentir em qualquer canto um encanto qualquer, por aqui seguimos a risca o que está dito.

Daqui a pouco, na cozinha. Hora de comandar as panelas. Nessa nossa humilde residência hoje é dia de frango com quiabo. Porque nem precisa chuva pra degustar essa delícia. O prato, tipo “Romeu x Julieta”, “Claudinho x Buchecha”, vem pra mesa temperado com retalhos da nossa melhor memória afetiva.

E entre uma garfada e outra os tais planos de vida são, mais uma vez, adiados. Quem sabe a gente pensa nisso depois da sobremesa? Hoje vamos de queijo com goiabada cascão. O doce veio lá da comunidade do Casquilho. Foi produzida pela família do Matoso.

O queijo é do Sítio Nossa Senhora Aparecida, da família do senhor Alcides. Por lá é assim. O patriarca faz a rapadura, a cachaça e o melado. Tudo da cana plantada ali mesmo. Tarefa do pai e do filho. A matriarca cuida de mexer o tacho. É dele que saem os doces de leite, de cidra, de figo, laranja e de uma infinidade de outras frutas colhidas no pomar.

A filha Ana Paula está sempre por perto. Juntas fazem a mágica dos bolos e biscoitos que encantam as visitas. Por ali a mesa está sempre posta. E gentileza é mato. Ah, tem também o polvilho. Que é feito sabe do que? Da mandioca plantada, colhida, ralada … um processo longo que acaba em quitandas deliciosas.

Sabe aquele queijo da nossa sobremesa? Aquele mesmo que casa direitinho com a goiabada cascão do Matoso? Pois, é! Tarefa do filho do senhor Alcides. O requeijão de corte também.

E eu ainda nem falei sobre o quiabo. Falha minha. Aliás, imperdoável. O quiabo veio da nossa horta. Plantado e cuidado pelo Papai. Esse velho Osvaldo sabe das coisas.
Planos de vida? Plantar, colher, semear pode ser uma boa opção.

É por falar em semear, há que ter esperança. Esmorecer jamais. Isso a gente deixa para os fracos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira o seu comentário!
Por favor insira seu nome