Sim, meus amores, a felicidade mora nos bolos

0
803
Pixabay
Pixabay

Quem me conhece já sabe. Para resgatar o equilíbrio, faço bolos. Também coleciono receitas. Ganho várias, a maioria acompanhada de um pedido:

– Você faz pra nós?”

Sacrifício nenhum. Volta e meia experimento uma novidade. Hoje mesmo, minha irmã me pediu um de chocolate com pimenta. Está na fila, prometo.

Além dos cadernos herdados da minha avó e da minha mãe, ainda tenho a internet, fonte inesgotável de pesquisa. Por aqui, há bolos pra todo gosto.

Nos últimos tempos ando encantada com uma receita que tem a lavanda como base. Vocês não têm ideia do perfume. E o sabor, então? Ai, meu Deus! Adoro! Sou apaixonada por lavanda. A propósito, se forem a Gramado (RS), não deixem de conhecer o Le Jardin, o primeiro jardim de lavandas do Brasil. Passeio imperdível.

Sobre a flor, conta-se que no início dos tempos, a lavanda não tinha perfume algum. Até que há mais de dois mil anos, em uma noite de dezembro, veio ao mundo um menino batizado como Jesus. Logo após o nascimento do bebê, temendo pela vida do filho, os pais, Maria e José, fugiram do local, levando seus parcos pertences. Certa noite, Maria estendeu as poucas roupas do filho sobre as ramas de uma florzinha azulada. Pela manhã, ao recolher as roupinhas, Maria percebeu que delas emanava um perfume celestial. Desse dia em diante, a lavanda tornou-se perfumada.

Lindeza, né mesmo? Quem me contou essa história foi o Osley, o mago dos bolos. Ele já experimentou a receita e até postou. Eu, também, of course.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira o seu comentário!
Por favor insira seu nome