Estudos recomendam prática de meditação nas escolas

0
154

ADois estudos realizados pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), dos Estados Unidos, mostram que a atenção plena (mindfulness, em inglês), uma espécie de meditação que foca a atenção no momento presente, melhora o desempenho acadêmico e a saúde mental dos alunos do ensino médio.

De acordo com os pesquisadores, uma maior atenção está relacionada com um melhor desempenho acadêmico do aluno, menos suspensões na escola e também menos estresse.

“Por definição, atenção plena é a capacidade de focar a atenção no momento presente, em vez de se distrair com coisas externas ou pensamentos internos. Se você está focado no professor à sua frente ou na lição de casa à sua frente, isso vai ser bom para aprender,” destaca o professor John Gabrieli, coordenador dos dois estudos.

Os pesquisadores também mostraram, pela primeira vez, que o treinamento da atenção plena pode alterar a atividade cerebral dos estudantes. Alunos da sexta série, por exemplo, que receberam treinamento de mindfulness relataram que se sentiam menos estressados.

Varreduras cerebrais feitas nesses alunos revelaram uma ativação reduzida da região do cérebro que processa o medo e outras emoções. No geral, os resultados indicam que oferecer um treinamento em atenção nas escolas pode beneficiar muitos alunos.

“Acreditamos que existe uma possibilidade razoável de que o treinamento em atenção plena seja benéfico para as crianças como parte do currículo diário da sala de aula. O que também chama a atenção na atenção plena é que existem maneiras bem estabelecidas de ensiná-la,” disse Gabrieli.

Relacionada

Alimentação saudável se torna regra nas escolas de Minas

Meditação nas escolas

Muitas escolas pelo mundo e no Brasil já adotam a prática da atenção plena para beneficiar os seus alunos. O objetivo da prática é manter o foco de atenção em um objeto de meditação que permita ser conectado ao momento presente e retornar para ele quando a atenção é dividida.

Ela é bastante simples e pode ser feita em poucos minutos. Uma das mais simples é chamada de “prática de 3 passos”, que dura aproximadamente três minutos.

Passo 1

Fique numa posição confortável, sentado ou deitado, de olhos fechados ou abertos. Lentamente vá levando a atenção para o seu corpo, que pode incluir as sensações físicas (contato com o chão ou cadeira; temperatura da pele, possíveis desconfortos ou pontos de tensão), como também a percepção de pensamentos ou emoções que eventualmente estejam presentes em sua experiência naquele momento;

Passo 2

Comece a levar, de forma gradual, a atenção para as sensações e movimentos da respiração –movimentos do tórax e do abdome na inspiração e expiração do ar; ou ainda a sensação do ar entrando e saindo pelas narinas. É importante seguir o fluxo natural, sem tentar alterá-lo, apenas observando-o. Faça isso por alguns segundos.

Passo 3

Antes de encerrar a sessão, traga novamente a atenção e a observação para as sensações em todo o corpo naquele momento, podendo incluir também a percepção do local onde você está, como os sons e a temperatura do ambiente. Gradualmente termine a prática.

Numa rápida pesquisa no Google, é possível encontrar vários vídeos que guiam as pessoas na prática do mindfulness, ou atenção plena.

Com Diário da Saúde

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira o seu comentário!
Por favor insira seu nome