Pessoas otimistas vivem até 15% mais, diz estudo

0
794

Uma pesquisa realizada pela Faculdade de Medicina da Universidade de Boston (EUA), publicada no jornal da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos (PNAS), mostra que pessoas mais otimistas podem viver de 11% a 15% mais do que as mais pessimistas.

Tudo isso independente da situação socioeconômica, condições de saúde, ou mesmo hábitos de vida. Só o fato de enxergar a vida de uma forma mais positiva pode garantir ao indivíduo o que os especialistas classificam como “longevidade excepcional”, que é chegar aos 85 anos de idade ou mais. A boa notícia para os pessimistas é que existem várias dicas de especialistas para aprender a ser ser otimista (veja abaixo)

Para chegar a essas conclusões, os pesquisadores da Universidade de Boston analisaram dados de dois estudos que avaliaram grupos de homens e mulheres por 10 e 30 anos. O otimismo das mulheres, com idade média de 70 anos, foi avaliado por questionários, no período de 2004 a 2014. Já entre os homens, com média de idade de 62 anos, a mesma avaliação foi feita entre os anos de 1986 a 2016.

Envelhecimento saudável

Os estudiosos compararam, então, o tempo de vida daqueles mais otimistas com os menos, considerando idade, sexo, raça, educação, depressão e outras condições de saúde que foram identificadas ao longo dos dois estudos. Os resultados mostram que o grupo mais otimista de mulheres teve uma vida útil quase 15% maior. Nos homens, a vida útil daqueles mais positivos aumentou em 11%

A coordenadora da pesquisa, Lewina Lee, diz que não foi possível identificar qual a relação entre o otimismo e a longevidade, mas ela acredita que os mais positivos conseguem lidar melhor com os níveis de estresse. “Mas nossas descobertas levantam uma possibilidade empolgante de que podemos promover um envelhecimento saudável e resiliente cultivando ativos psicossociais, como otimismo”, afirma a pesquisadora. 

Dicas para aprender a ser mais otimista

Para a considerável parcela da população que não vê o mundo muito cor de rosa, vai abaixo algumas dicas de especialistas para aprender a ser mais otimista:

  • Faça coisas boas para outras pessoas. Além de tornar os outros felizes, isso aumenta os próprios sentimentos positivos. Pode ser coisas simples, como ajudar alguém a carregar um pacote pesado ou a atravessar uma rua.
  • Admire e contemple o mundo. Pode ser um pássaro, uma árvore, o nascer ou pôr do sol, o mar, a natureza. 
  • Desenvolva e reforce relacionamentos. Construir conexões sociais fortes com amigos e pessoas da família aumenta os sentimentos de autoestima 
  • Estabeleça objetivos que podem ser alcançados. Talvez você queira ler mais livros, fazer uma viagem. Mas não vale estabelecer objetivos inalcançáveis, como fazer uma viagem à lua. 
  • Aprenda algo novo. Um esporte, uma língua, a tocar um instrumento ou um jogo que traga um sentimento de realização, autoconfiança e resistência. 
  • Escolha se aceitar com todos os defeitos. Em vez de imperfeições e falhas, foque nos seus atributos positivos e nas suas conquistas. 
  • Praticar resistência. Aqui vale o clichê: “quando a vida lhe dá um limão, faça dele uma limonada”. Em vez de deixar as perdas, o estresse, o fracasso e o trauma dominarem você, use-os como experiências de aprendizado.
  • Praticar a atenção plena. Ficar pensando sobre problemas do passado ou dificuldades futuras suga suas energias e rouba a atenção dos prazeres atuais. Deixe de lado as coisas que você não pode controlar e foque no aqui e no agora.  

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira o seu comentário!
Por favor insira seu nome