O frescor de uma salada malaia como solução para o calor

0
563
A salada malaia é uma boa opção para dias de calor

O verão brasileiro tem atingido temperaturas impraticáveis para a existência com dignidade. Tive a oportunidade de estar no Rio de Janeiro na penúltima semana de janeiro e ainda estou me recuperando, confesso. Tenho profunda admiração pelo carioca que consegue manter o sorriso no rosto e alguma elegância diante de tanto calor.

Inspirada por essa temperatura tropical escaldante, resolvi trazer uma salada malaia chamada de Jetalah. Uma combinação de frescor, doce, azedo, crocância e felicidade. Quando comi, tive a sensação que alguém tinha ligado o ar condicionado.

Tive paz para perceber os estalos do pepino fresco, o suco do abacaxi nadando na minha língua, a potência da pimenta dedo de moça e o conforto que o gergelim sempre entrega.

Saladas não precisam ser refeições insossas.  Eu particularmente adoro e acho que é uma obrigação moral transformar nossa riqueza alimentar em pratos complexos, com variedade de texturas e sabores.

Receita para a salada Jetalah

Ingredientes

  • ½ abacaxi (sem miolo) cortado em triângulos finos
  • ½ pimentão japonês (parta no sentido longitudinal e raspe as sementes com uma colher)
  • 1 tomate sem sementes picado em fatias finas
  • 1/2 cebola roxa média fatiada em julienne (bem fininha)
  • 1 pimenta dedo de moça sem sementes e picada em fatias finas (julienne)
  • Gergelim
  • 9 colheres de sopa de vinagre de maçã
  • 3 colheres de sopa de açúcar refinado

Preparo

Misture numa vasilha o vinagre com açúcar e adicione a cebola. Deixe descansar por 10 minutos, enquanto prepara os outros ingredientes.

Pique em fatias bem finas o abacaxi, o pepino, o tomate, a pimenta e adicione todos os ingredientes na vasilha onde está a cebola.

Finalize com o gergelim. Deixe na geladeira uns 20 minutos e sirva bem geladinha. Finalize com sal moído na hora.

*****

Quer ler as outras receitas e crônicas da Marina? Então visite a página do Cozinhas Gerais! Vamos trocar receitas e histórias?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira o seu comentário!
Por favor insira seu nome