Japão quer popularizar estradas solares até Jogos de 2020

0
321
Japão quer popularizar as estradas solares

A cidade Tóquio vai receber a Olimpíada e a Paralimpíada de 2020, e para isso a capital japonesa que estar preparada para fornecer energia sustentável. A mais nova tecnologia em teste é uma inovação: as estradas solares.

Uma série de vias está recebendo essa tecnologia, o que faz com que Tóquio veja sua reputação de cidade ecologicamente correta aumentar. E a energia solar é uma das formas mais sustentáveis de geração.

O governo japonês estabeleceu uma meta de ter energia renovável responsável por cerca de 30% do consumo de energia de Tóquio até 2030 — em comparação, a meta para 2016 era de 12%.

A ideia é relativamente simples, mas envolve técnicas que evitam desgastes. As estradas geram energia por meio de uma série de painéis solares instalados debaixo da superfície dos pavimentos. Para não provocar danos causados por veículos pesados, uma resina especial cobrirá a superfície das estradas. Dessa forma, caminhões, por exemplo, podem trafegar sem danificar as instalações.

Estradas solares surgiram na França

A primeira estrada com painéis solares do mundo foi construída na Normandia, na França, em dezembro de 2016. O projeto foi muito criticado por seus altos custos de construção, sem que houvesse um retorno financeiro que justificasse o investimento — o custo por quilômetro ficou em 5 milhões de euros.

O governo japonês acredita que poderá compensar os custos da iniciativa. Áreas de propriedade do governo, como estacionamentos, irão receber os painéis solares. Dessa forma, a quantidade de eletricidade gerada pela instalação do sistema justificaria o custo.

A capital japonesa espera que a criação dessas estradas solares antes dos Jogos Olímpicos possa ajudar a popularizar a tecnologia. A ideia é encorajar o desenvolvimento de outras estradas solares no país e reduzir o custo dessas vias.

A primeira estrada solar do Japão foi instalada na província de Kanagawa, em maio. A estrada gera anualmente 16.145 quilowatts-hora de eletricidade, que fornece aproximadamente 9% do consumo de energia de uma loja próxima ao local da instalação.

* Com informações do The Independent

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira o seu comentário!
Por favor insira seu nome