Pesquisa prova eficácia do isolamento para conter Covid-19

0
307
Pesquisa comprova eficácia do isolamento social para evitar contaminação pelo coronavírus. Imagem - Pixabay
Pesquisa comprova eficácia do isolamento social para evitar contaminação pelo coronavírus. Imagem - Pixabay

Uma pesquisa feita em conjunto pelas respeitadas universidades de Oxford, Cambridge e Harvard, em 149 países, comprovou a eficácia do distanciamento social para evitar o contágio pelo novo coronavírus, que é responsável pela Covid-19. O maior levantamento feito até agora sobre o efeito dessa medida provou que ela conseguiu reduzir o número de casos de Covid, em média, em 13%.

Considerando que a população mundial é de cerca de 7 bilhões de pessoas, as medidas de distanciamento evitaram que cerca de 910 milhões de pessoas fossem contaminadas pelo coronavírus. Significa, também, que muitas pessoas foram salvas, uma vez que há um percentual de letalidade entre os infectados.

Os pesquisadores dessas três universidades avaliaram os efeitos do fechamento de escolas e de escritórios; o cancelamento de eventos ou de encontros; a interrupção do sistema de transporte.

Segundo o professor Nazrul Islam, da Universidade de Oxford, caso haja uma segunda onda de contágios pelo novo coronavírus, o que os especialistas não descartam, o fechamento de escolas e de escritórios e as restrições de multidões já seriam suficientes para frear a proliferação do vírus.

Mas a pesquisa comprovou que outras medidas também são muito eficazes no combate ao novo coronavírus, como o uso de equipamentos de proteção individual, como máscaras, o rastreamento de casos e os investimentos em leitos hospitalares, para cuidar dos casos mais graves.

Única forma de controle

Pixabay
Pixabay

No Brasil, os infectologistas estão recomendando o distanciamento social desde que foi detectado o primeiro caso no país, em fevereiro. Diretor da Sociedade Brasileira de Infectologia e professor da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), o infectologia Evaldo Stanislau vem repetindo: medidas restritivas de contato entre as pessoas são a única forma, por enquanto, de combater a Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus.

Essa é também a orientação de infectologistas de todo o Brasil, bem como uma das recomendações expressas da Organização Mundial de Saúde (OMS).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira o seu comentário!
Por favor insira seu nome