Ácido presente no café e no pequi queima calorias

0
623
Ácido gálico, presente em frutos como café, pequi e uva, pode ajudar no combate à obesidade e doenças metabólicas associadas, como diabetes. Foto Vandelino Dias Júnior - Pixabay
Ácido gálico, presente em frutos como café, pequi e uva, pode ajudar no combate à obesidade e doenças metabólicas associadas, como diabetes. Foto Vandelino Dias Júnior - Pixabay

Uma pesquisa feita por professores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) descobriu que incluir ácido gálico na dieta pode facilitar a queima de calorias, combatendo, assim, a obesidade e outras doenças metabólicas. E onde pode ser encontrado esse tal ácido? Em alguns frutos do cerrado, como pequi, e também em outros como café e uva.

Segundo o professor Sérgio Santos, do Departamento de Engenharia de Alimentos do Instituto de Ciências Agrárias (ICA) da UFMG, um dos coordenadores da pesquisa, o objetivo do estudo era avaliar o efeito do ácido gálico, natural de alguns alimentos como frutos e plantas, especialmente do cerrado, que pode trazer benefícios para a saúde.

Os pesquisadores queriam saber se esse ácido seria capaz de alterar uma família de enzimas do nosso corpo, as sirtuínas, muito importantes para o nosso metabolismo e seu impacto na queima de calorias, ou seja, na perda de peso.

No estudo, os pesquisadores trataram um grupo de camundongos com quadro de obesidade e doenças metabólicas associadas ao ganho de peso, como a diabetes, hipertensão, colesterol. O resultado, conforme o professor Sérgio Santos, foi a reversão de várias dessas doenças metabólicas, com melhora no perfil corporal dos camundongos.

Os resultados encontrados até agora, conforme o professor Santos, indicam fortemente que uma pessoa que consome alimentos ricos em ácido gálico, como o pequi, consegue prevenir essas doenças metabólicas. Há também perspectiva de, no futuro, serem

Os principais benefícios – tratamento de pessoas com obesidade e síndrome metabólica, que é a associação de várias doenças, como hipertensão, diabetes. Os resultados indicam fortemente que uma pessoa que consome alimentos ricos em ácido gálico tem chances de usar a alimentação como uma ferramenta de prevenção e tratamento das doenças metabólicas associadas à obesidade

Além disso, conforme o professor Santos, o estudo abre perspetivas para a produção de capsulas com ácido gálico para auxiliar no controle e tratamento dessas doenças.

Pesquisa da UNB mostrou benefícios do óleo de pequi para algumas doenças, como diabetes e lupus
Pesquisa da UNB mostrou benefícios do óleo de pequi para algumas doenças, como diabetes e lupus

Óleo de pequi

O professor César Koppe, da Universidade de Brasília (UNB), estudou por 18 anos as propriedades do pequi e descobriu que ele tem ação anti-inflamatória e protege contra os radicais livres. Por essa razão, segundo o professor, o uso do óleo do fruto pode ajudar muito pacientes que tenham lupus ou diabetes.

Com base na pesquisa feita pelo professor Koppe, uma empresa de Brasília decidiu produzir cápsulas com o óleo do pequi, que já podem ser encontradas no mercado. A comercialização foi autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

De acordo com o professor Koppe, o óleo do pequi também se mostrou eficiente no controle da hipertensão, é um poderoso antioxidante e ajuda na proteção da musculatura, o que significa que é muito indicado para atletas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira o seu comentário!
Por favor insira seu nome