Novo remédio para tratar Alzheimer deve chegar em 2020

0
195

A empresa farmacêutica Biogen vai entrar, no início do próximo ano, com um pedido junto à agência norte americano FDA (Food and Drug Administration) para a liberação de um novo medicamento para o tratamento de pacientes com a doença de Alzheimer. O novo remédio, que já passou por várias fases de teste, reduziu o declínio clínico em pacientes que foram diagnosticados precocemente com a doença.

O medicamento novo recebeu o nome de aducanumab. Quem tomou a nova droga experimentou, segundo a empresa, benefícios significativos em medidas de cognição e função, como memória, orientação e linguagem

Os pacientes também experimentaram benefícios em atividades da vida diária, como a administração das finanças pessoais, a realização de tarefas domésticas, como limpeza, compras, lavar roupas e até viajar de forma independente.

“Com uma doença tão devastadora que afeta dezenas de milhões em todo o mundo, o anúncio é verdadeiramente encorajador na luta contra a doença de Alzheimer”, disse Michel Vounatsos, CEO da Biogen. “Estamos esperançosos com a perspectiva de oferecer aos pacientes a primeira terapia para reduzir o declínio clínico da doença de Alzheimer”, acrescentou Michel.

Ao mesmo tempo que tenta autorização da FDA para a comercialização do medicamento nos Estados Unidos, a empresa farmacêutica disse que está em contato com autoridades reguladoras de países da Europa e também do Japão, para que essa nova droga possa também ser vendida nesses mercados.

Atualmente, não existem tratamentos medicamentosos no mercado que possam retardar a progressão da doença de Alzheimer.

Prevenção é melhor alternativa

No Brasil, segundo dados da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG), estima-se que 55 mil novos casos de demências ocorram todos os anos, a maioria decorrentes de Alzheimer.

Enquanto não há cura para essa doença degenerativa, os médicos recomendam que a melhor alternativa é focar na prevenção. Embora as causas da causas da doença não estejam totalmente esclarecidas, sabe-se que hábitos saudáveis podem impedir que ela apareça, conforme o geriatra Renato Bandeira de Mello, que é membro da SBGG.

“A prevenção passa pela adoção de hábitos saudáveis ao longo da vida, mas nunca é tarde para começar. Nunca é tarde para começar a fazer uma atividade física, mudar hábitos alimentares que ajudem a diminuir a obesidade. E, principalmente, o controle da pressão arterial é fundamental”, diz o médico.

Mais informações sobre os resultados do estudo sobre o novo medicamento para tratar pacientes com Alzheimer podem ser encontrados no site da Biogen.

Com GNN

Relacionadas

Startup busca diagnóstico precoce de Alzheimer com Inteligência Artificial

Mineira cria página no Face para ajudar familiares e cuidadores de pessoas com Alzheimer

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira o seu comentário!
Por favor insira seu nome