Quem precisa de terapia se já tem a receita do bolo?

0
218

“(…) ela cortou outro pedaço.
É um bolo fantástico.
Em minha família as pessoas tendiam a agir contra o bolo. Rogavam para que ele não estivesse ali mesmo se o apreciassem. Mas eu raramente vira uma reação como a de Florence: ela entregou-se.
-Fico feliz que tenha gostado, falei.
Oh, não foi simplesmente gostar. Acho que isso é …
Mas ela não disse o que. Em vez disso parou e comeu outro pedaço.
Eu poderia ficar observando-a comer o bolo todo, garfada por garfada, mas ninguém gosta de ser encarado.
Florence pressionou o garfo no prato várias vezes até ter recolhido as últimas migalhas.
– Quer outro pedaço?
Não quero estragar tudo passando mal.
– Leve para casa então.
Florence olhou para mim como se eu tivesse retirado a minha aliança e oferecido a ela.
Ela ergueu o bolo nas palmas das mãos e admirou.

Sorri. Pensei em dizer-lhe o quanto ficaria feliz de poder assar um bolo para ela todos os dias para o resto da minha vida.
Despedimo-nos e Florence Allen partiu levando o bolo.”

Se sou eu? Não, mas poderia ser. Essa é Ruth, personagem de “Coma Bolos”, livro adorável escrito por Jeanne Ray.

Na publicação, Ruth, fazendo bolos, salva a família de uma crise financeira. Mais que isso, salva a si mesmo de uma vida sem graça. Para preencher um vazio sem fim, a personagem mergulha em livros e cadernos de receita, amarelecidos pelo tempo, marcados pelo uso, que guardam histórias em manchas de manteiga, marcas de dedos e anotações feitas entre informações sobre medidas, ingredientes e dicas para o bolo ficar mais fofo, sobre formatos e tamanhos das formas e tabuleiros

A propósito vou ali na cozinha testar uma receita de lavra própria (ou seria alimentar o espírito?). Dessa vez, a aposta é no bolo de lavanda. Mas, poderia ser de chocolate com banana. Que tal caramelo com flor de sal ou, quem sabe, de queijo parmesão com calda de goiabada? Resolvido. Vai ser de amendoim com doce de leite. Ah, vai saber, né? São Infinitas as possibilidades.

Relacionada

Comida santa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira o seu comentário!
Por favor insira seu nome