Boas Novas vai chegar a mais de 300 mil pessoas em 2019

0
372

O Boas Novas começa 2019 com novidades para os leitores. O site acaba de firmar uma parceria com perfis no Instagram gerenciados pelo jornalista Celso Lamounier, o que vai ampliar de forma substancial o alcance do conteúdo produzido pela plataforma. Somados aos perfis do BN nas redes sociais, o material produzido pelo site terá potencial para atingir mais de 300 mil pessoas.

Um dos perfis que vai replicar alguns conteúdos produzidos pelo BN é o @galohojeesempre, que tem 130 mil seguidores fiéis do Clube Atlético Mineiro. Outro, também com foco em futebol, é o @eusoucruzeiro, que tem 127 mil seguidores apaixonados pelo Cruzeiro Esporte Clube. Celso também criou o @bhdeperto, que divulga temas de interesse dos belo-horizontinos, com aproximadamente 40 mil seguidores.

“O Celso Lamounier tem um grande domínio das redes sociais, em especial do Instagram. Nós, do Boas Novas, temos grande experiência na produção de conteúdo, que foi adquirida em mais de 30 anos no exercício do jornalismo nos mais importantes veículos de comunicação do país e de Minas. Estamos, portanto, somando nossas expertises para ampliar o alcance do que vamos produzir a partir deste ano”, explica o jornalista Ricardo Campos, diretor de redação do BN.

O jornalista Celso Lamounier, especialista em redes sociais, é o novo parceiro do Boas Novas. Foto - arquivo pessoal
O jornalista Celso Lamounier, especialista em redes sociais, é o novo parceiro do Boas Novas. Foto – arquivo pessoal

“Uma produção de conteúdo de qualidade somada ao conhecimento das métricas das redes sociais, certamente vai trazer ótimos resultados. Temos a experiência da equipe do Boas Novas e o grande potencial dos perfis do Instagram. Podemos dizer que essa é uma receita de sucesso”, assinala Lamounier.

O Instagram

Com cerca de 800 milhões de usuários ativos, sendo aproximadamente 50 milhões no Brasil, o Instagram é uma das redes sociais que mais cresce no mundo e é hoje uma das plataformas preferidas das empresas para divulgar seu trabalho. Foi fundado pelo americano Kevin Systrom e pelo brasileiro Mike Krieger em outubro de 2010, que à época tinham uma empresa que desenvolvia softwares.

A rede social foi criada sem qualquer tipo de capital ou modelo de negócio pré-estabelecido, mas os primeiros investidores começaram a aparecer em 2011 e injetaram apoio financeiro de US$ 7 milhões. Desde então, não parou de crescer. Em 9 de abril de 2012, o Instagram foi comprado pelo Facebook, de Mark Zuckerberg, por US$ 1 bilhão.

Seu grande atrativo são as imagens (fotos e vídeos). De acordo com o blog Marco Digital Massivo, a média de usuários ativos diariamente no Stories (uma das ferramentas da rede) é de 290 milhões e 52% das marcas mundiais estão usando o Instagram.

Parceiros

Hoje, segundo especialistas, o vídeo é o tipo de conteúdo mais visto no Instagram. E é exatamente na produção de vídeos que a parceria feita pelo Boas Novas mais vai apostar. “Com a experiência do Celso em produção de vídeos para redes sociais, vamos ampliar em muito o alcance do nosso conteúdo, uma vez que eles são bem mais compartilhados na internet”, observa Ricardo Balarine, editor geral do Boas Novas.

Com a parceria com os perfis no Instagram, o que significa mais gente lendo e assistindo aos conteúdos produzidos, o BN e os perfis gerenciados pelo Celso Lamounier têm também expectativa de atrair parceiros (sponsers) que queiram vincular suas marcas, produtos ou projetos a plataformas que produzem conteúdos exclusivamente positivos, que inspiram e motivam seus leitores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira o seu comentário!
Por favor insira seu nome