Conheça a vida de um símbolo do desastre de Mariana

0
296
Seu Zezinho é um símbolo do desastre de Mariana

José do Patrocínio nasceu em Paracatu de Baixo, distrito de Mariana (MG), mas o ano nem ele mesmo sabe. Já são quase 90 anos — e 24 filhos — de uma vida recheada de memórias de uma infância feliz bem perto da terra. Memórias que ficaram encharcadas de tristeza após o desastre de Mariana.

O rompimento da barragem de Fundão em 2015, que atingiu Paracatu de Baixo e Bento Rodrigues em poucas horas, colocou em suspensão a maior alegria do seu Zezinho: conduzir e tocar na Folia de Reis, a celebração mais tradicional da região, da qual ele está à frente há quase seis décadas.

No próximo 5 de novembro, o desastre de Mariana completa três anos.

Seus instrumentos foram embora com a lama, assim como os estandartes da procissão. Mas, naquele mesmo ano, ele recebeu algo que só pode ser considerado um presente. Seu filho encontrou, totalmente soterrada, uma das bandeiras, que curiosamente não foi atingida pelo rejeito.

Reconstrução

Depois da bandeira, seguiram-se outros resgates na história de seu Zezinho e da Folia de Reis de Paracatu, como o conteúdo do livro de cânticos, que foi perdido e está sendo recuperado por meio de uma parceria com o o Museu da Música de Mariana.

“Menino Jesus falou: acabou tudo, mas fica só essa bandeira”, acredita seu Zezinho, que novamente a levantou, junto com a fé em retomar a vida da sua comunidade, que três anos depois do desastre começa a enxergar a reconstrução.

Conheça uma parte da vida de seu Zezinho no vídeo a seguir.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira o seu comentário!
Por favor insira seu nome