Invenção promete ajudar pequenos agricultores a usar irrigação para aumentar produtividade

0
982
Irrigâmetro, produto desenvolvido na UFV, deve chegar ao mercado custando cerca de R$ 1.600. Foto - Divugação/UFV
Irrigâmetro, produto desenvolvido na UFV, deve chegar ao mercado custando cerca de R$ 1.600. Foto - Divugação/UFV

Pesquisadores da Universidade Federal de Viçosa (UFV) acabam de conseguir a patente para um invento que vai ajudar agricultores a usar a água de forma mais racional. Trata-se do irrigâmetro, que permite ao usuário saber com precisão o quanto de água a sua lavoura precisa para ser irrigada.

A invenção não só vai evitar o desperdício de água, o que é muito bem vindo em tempos de crise hídrica, como vai impedir a aplicação excessiva, que também costuma ser prejudicial para a lavoura, além de resultar em desperdício de energia, o que significa prejuízo para o produtor.

Um dos diferenciais do novo produto é o preço, o que lhe confere também um caráter social. A previsão é que o irrigâmetro chegará ao mercado custando em torno de R$ 1.600,00, o que vai permitir, segundo os pesquisadores, que pequenos produtores possam ser incorporados ao processo de manejo apropriado da água irrigada.

Aumento da produtividade

Outra vantagem do equipamento, segundo os inventores, é que ele é de fácil utilização. A expectativa dos pesquisadores é que o uso da irrigação ajude os pequenos produtores de Minas e do país a aumentar sua produção.

“As pesquisas nem sempre geram tecnologia. Esta, ao contrário, resultou na criação de um produto que está sendo revertido para a sociedade na forma de benefício aos usuários”, afirma o professor Rubens Alves de Oliveira, do Departamento de Engenharia Agrícola da UFV, que liderou a equipe de pesquisadores que desenvolveu a tecnologia.

A patente abrange o território nacional brasileiro e estabelece que, durante dez anos, os direitos de exploração do invento pertencem exclusivamente ao seu titular, que é a UFV. O documento foi obtido 12 anos depois que a instituição entrou com pedido de depósito.

Segundo informações do Departamento de Engenharia da UFV, o irrigâmetro já está licenciado para comercialização pela starup Irrigacerto, que foi criada em 2007 para contribuir com o desenvolvimento do equipamento. Com isso, a tecnologia percorreu todos os passos para a geração da inovação tecnológica, cumprindo seu objetivo principal, que é chegar ao mercado consumidor.

A patente concedida ao irrigâmetro pelo Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (Inpi) já é a 28ª concedida a uma invenção desenvolvida pelos departamentos de pesquisa da Universidade Federal de Viçosa, que é considerada uma das melhores instituições de ensino superior do país.

Com informações da UFV

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira o seu comentário!
Por favor insira seu nome