Neurocientistas criam música que reduz a ansiedade

0
453
Ouvir música reduz a ansiedade

Das muitas epidemias do nosso tempo, uma delas parece ser difícil de detectar e difícil de tratar. Os transtornos de ansiedade são frequentemente caracterizados, desde o tempo da Grécia antiga, por medo, pânico e pela incansável preocupação com as coisas sobre as quais não se tem controle.

Embora a maioria dos tratamentos envolva fármacos ou terapia cognitiva, um novo elemento, projetado especificamente para ajudar a aliviar o controle da ansiedade, produziu resultados surpreendentemente positivos.

Uma música foi desenvolvida por terapeutas da Academia Britânica de Terapia do Som e se destaca, dentre outros temas testados, por seu sucesso em acalmar a mente e aliviar os sintomas de ansiedade. O bem-estar é o objetivo desse tratamento.

Foram feitas medições de frequência cardíaca, pressão sanguínea e níveis de cortisol no cérebro, e os neurocientistas descobriram que ouvir essa música através de fones de ouvido reduz os efeitos da ansiedade em 65%.

A música, chamada de “Weightless” (sem peso, na tradução do inglês), foi coescrita pelos terapeutas de som e pelo trio musical inglês Marconi Union. Ouça a seguir.

Novas gerações sofrem com ansiedade

Uma série de estudos e pesquisas mostram que algumas categorias da sociedade sofrem mais de ansiedade e de seus transtornos, como a geração Y e os millennials.

Estudos sugerem que esse cenário se deve a planos escolares focados em resultados, estilos superprotetores ou controladores dos pais e amplo acesso à tecnologia. O acesso instantâneo e contínuo às redes sociais tem sido apontado como um problema para os jovens suscetíveis à ansiedade, que estão constantemente criticando suas vidas ou comparando-as com as dos outros.

Um estilo de vida sedentário também pode levar a sintomas de ansiedade. A dopamina liberada durante atividades físicas, como caminhar ou correr, dá uma ótima sensação de realização, e praticar exercícios ao ar livro, sob a luz do sol, ajuda a sintetizar a vitamina D, que melhora o humor. Sem atividades, o estresse permanece em nível alto.

A privação do sono é outro perigo potencial real, e estudantes costumam dormir pouco nestes tempos. Tanto que algumas faculdades no Brasil já criaram uma disciplina chamada Felicidade, para que os alunos aprendam a lidar com expectativas e frustrações.

*Com informações da Goodnews Network

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira o seu comentário!
Por favor insira seu nome